Desenvolvimento psíquico

A telepatia nada mais é do que o fenómeno de transmitir mensagens ou emoções sem utilizar meios físicos para isso, ou seja, é comunicar apenas com a mente. Ela existe, de facto, e não pode ser encarada como algo sobrenatural ou de cunho religioso: muito pelo contrário, a telepatia é uma faculdade natural do ser humano.

Telepatia não é difícil de aprender e o principal bloqueio está na crença. A pessoa deve crer que pode conseguir a transmissão telepática e a recepção. Há outro preliminar importante, a pessoa precisa ter uma mente limpa para enviar e receber. Normalmente, o seu ambiente externo é um reflexo do seu ambiente interno, por isso se vive num lugar desarrumado e se é desorganizado,  isso reflete uma perda de energia dentro de si.

A espiritualidade está presente diariamente na vida de cada um de nós. Apenas estamos demasiado atarefados para a reconhecer ou a ver. Os nossos cérebros super agitados com a correria, irradiam tanta poluição mental que verdadeiras nuvens densas de pensamentos rodeiam as nossas cabeças, tal é a poluição electromagnética multidimensional que é infelizmente gerada pela nosso dia a dia. E para piorar, temos a racionalidade que em nada acredita, exige provas e é um reflexo de um tremendo materialismo e apego às coisas materiais.

Nestas condições, jamais conseguimos escutar algo mais do que o diluvio das nossas tensões constantes. Tal como o céu, para ver o Sol num dia nublado, as nuvens tem de desaparecer, tem de se acalmar, relaxar, respirar fundo lentamente puxando os ombros para cima enquanto encolhe a barriga, conta até quatro devagar e solta lentamente a respiração expandindo a barriga para fora e baixando os ombros realizando uma respiração completa; faça isto inclusive quando está irritado.

Já relaxado, afaste-se do mundo, tanto nos pensamentos como naquilo que o/a rodeia – é como fazer uma meditação, focando a sua atenção para dentro, focando-se por exemplo num ponto, que pode ser o seu chacra no coração visualizando luz branca pura ou violeta divina a entrar, ou tipo auto hipnose, focando uma luz física ou imaginária ligeiramente acima dos seus olhos.

Tendo preparado todas estas condições, poderá começar a treinar a telepatia, embora culturalmente, não está preparado para este exercício, o seu mecanismo cérebro/ corpo desconhecem o que lhe está a ser pedido, como tal, podem se passar meses até começar a sentir alguma coisa. Outro aspecto importante que interfere consigo, é o seu desenvolvimento espiritual que é condicionado pela sua personalidade e Atitude perante a Vida – a sua e como trata os outros.

Telepatia no dia-a-dia

Ocasionalmente vai na rua e se for homem, olha para uma mulher, e ela intuitivamente olha para si, ou então instintivamente fecha-se sobre ela própria com desagrado. Isto pode acontecer em situações como ir de carro e a pessoa olha para trás para o sitio onde se encontrava o veiculo no momento em que pensou e desejou com intensidade natural.

“Intensidade natural”, é assim que acontecem os fenómenos espirituais; não impõem a sua vontade ou a sua razão, então a Intuição é livre para se manifestar e trabalhar.

Retornando ao exemplo: as mulheres são naturalmente mais intuitivas devido ao hemisfério predominante do cérebro ser o criativo, enquanto os homens tem como hemisfério dominante, o lógico (racional). Assim elas sentem quando são observadas com mais facilidade e de acordo com os sentimentos telepaticamente enviados e as posições da mulher, esta reage ao que está a receber sobre a forma de intuição.

A telepatia funciona sobre a forma de Intuição, de sentimentos e pode evoluir para imagens e um dia, de acordo com o desenvolvimento da sua personalidade que se reflete diretamente na sua espiritualidade, pode começar a sentir uma comunicação mais evoluída por palavras.

Posto isto, para treinar a sua telepatia, se não tem com quem treinar, pode tornar-se mais receptivo a ouvir os pensamentos dos outros. Aparentemente parece ser uma excelente ideia, mas as regras, as Leis Divinas impedem que isso aconteça a não ser que a sua personalidade seja Integra, Correta, Justa, Respeitadora, com Amor ao próximo e incapaz de se aproveitar, e sempre sim, disposto a ajudar as pessoas (quando estas querem ou realmente precisam).

Julgamos que o nosso Livre Arbítrio nos permite as atrocidades, as más obras, mas tudo é aparente, tudo tem retorno e quando começa a evoluir espiritualmente, começa a sentir a omnipresença destas regras, das Leis Divinas (aumenta a responsabilidade e acrescem as exigências).

Exercícios

A todos os momentos, devemos cultivar a tranquilidade interior, cultivar formas de estarmos tranquilos.
Com irritação, perturbações ou preocupações, nada conseguirá.

De seguida, leia os seguintes excertos de um dos Livros do Lama Médico Cirurgião Lobsang Rampa, um dos autores recomendados:

“Devemos aprender a respirar devagar e profundamente.  Devemos assegurar-nos de que todo o ar estagnado seja retirado dos nossos pulmões. Se respirarmos apenas com a parte superior dos pulmões, o ar que se acha no fundo torna-se cada vez mais estagnado. Quanto melhor for nosso suprimento de ar, tanto melhor será a nossa força cerebral, pois não podemos viver sem  oxigénio, e o cérebro é a primeira coisa a sentir falta do oxigénio.

Se o nosso cérebro for privado da quantidade mínima de oxigénio, sentimo-nos cansados — sonolentos — tornamo-nos lentos nos movimentos e achamos ser difícil raciocinar. Às vezes, também, descobrimos que estamos com fortes dores de cabeça, mas se formos para o ar puro, este cura a dor de cabeça o que também prova que necessitamos de muito oxigénio. Um padrão de respiração regular abranda as emoções perturbadas.”

“Quando estamos tranquilos, podemos recolher todas as  espécies de impressões. Elas são apenas as ondas de rádios de outras pessoas, que vêm e são absorvidas pelo nosso próprio cérebro receptor. Você concordará que a maioria das pessoas  tem “palpites”. A maioria das pessoas, numa ocasião ou outra,
já sentiu estranhas impressões, de que algo iria acontecer, ou  que devia adoptar determinada acção. Quem não sabe o que é  isso, chama-lhe “um palpite”. Na verdade, é apenas telepatia inconsciente, ou subconsciente, isto é, a pessoa com o “palpite” estava a recolher uma mensagem telepática enviada do consciente ou inconscientemente por outra pessoa. A intuição é a mesma coisa; afirma-se — correntemente — que as mulheres possuem mais intuição do que os homens. As mulheres poderiam ser telepatas maiores do que o homem médio, se não falassem tanto!”

“Agora há de querer saber, como pode realizar telepatia, já que o conseguirá com a prática e fé, mas por mais que pratique, por mais fé que tenha, não o conseguirá, se não dispuser da nossa velha amiga, a serenidade interior. O melhor meio de praticar é: Diga a si próprio, por um dia ou dois, que em tal, ou em tal hora, vai tornar o seu cérebro receptivo, de modo que poderá recolher, de início, impressões gerais, e depois mensagens telepáticas claras. Continue repetindo para si, e afirmando para si, que vai obter êxito nisso. No dia predeterminado, preferivelmente ao anoitecer, vá para um aposento particular. Não se esqueça de reduzir a iluminação e certifique-se de que a temperatura seja agradável. Depois disso, recline-se na posição que achar mais confortável. Tenha na mão uma fotografia da pessoa a quem se acha estar mais ligado. Qualquer luz deve ficar por detrás, de maneira a que brilhe na fotografia ou a ilumine. Respire profundamente por alguns minutos, e depois limpe a mente, expulsando todos os pensamentos de outras naturezas, pense
na pessoa cuja fotografia está na sua mão, olhe para ela,  visualize a pessoa de pé, à sua frente.

O que essa pessoa lhe haveria de dizer?
Qual seria sua resposta?
Estruture os seus pensamentos.

Você pode, se quiser, dizer: “Fale comigo… fale comigo”. Em seguida espere uma resposta. Se estiver calmo, se tiver fé, sentirá alguma coisa a agitar-se no cérebro. De início inclinar-se-á a atribuir isso à imaginação, mas não se trata de imaginação, e sim de realidade. Se você o desdenhar como  ociosa imaginação, desdenhará a telepatia. O meio mais fácil  de adquirir faculdades telepáticas é trabalhar com uma pessoa a quem você conheça muito bem, e com quem mantenha relações de amizade bastante íntimas.

Ambos devem examinar o que vão fazer e devem combinar que,  em tal, em tal, vão entrar em contacto um com o outro telepaticamente. Ambos devem retirar-se para aposentos isolados, não importa a  distancia entre eles, distancia essa que pode ser maior do que  um continente, pois ela não constitui nenhum obstáculo.
(…) e se você resolver transmitir primeiro, e fazê-lo de novo  após dez minutos, nem mais nem menos, mas com intervalos fixos de tempo, o amigo transmitirá de volta. Nas duas ou três primeiras vezes, você não tem a garantia de êxito, mas a prática traz a perfeição. Lembre-se de que uma criancinha não consegue andar na sua primeira tentativa, tem de praticar, cair e arrastar-se. Vocês não terão obrigatoriamente êxito logo à primeira tentativa em realizar telepatia, mas a prática trará a perfeição. Quando puder mandar uma mensagem telepática a um amigo, ou recebê-la, nesse caso já está a caminho de perceber os pensamentos alheios, mas somente o poderá fazer se não tiver qualquer intenção maligna para com eles. Vamos fazer, aqui, uma das nossas famosas digressões! Você não pode, nunca, nunca, utilizar a telepatia, clarividência ou psicometria para fazer o mal a outra pessoa, e tão pouco por estes meios qualquer outra pessoa poderia fazê-lo para o prejudicár.”

Convide uma pessoa para treinar. Deve de combinar horas exatas com relógios sincronizados mutuamente.
Os namorados devido às trocas energéticas que ocorrem entre eles, irmãos ou a mãe, são pessoas com as quais terá mais facilidade em comunicar, afinal, quantos amores sentem à distancia o que o outro sente ou pensa. O mesmo se passa com os irmãos ou amigos muitos unidos pois encontram-se ligados por laços energéticos fortes, e os seus corpos físicos e energéticos (multidimensionais) intuitivamente conseguem se conectar e encontrarem-se.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: